O consumo consciente apoia a produção local

09 de Novembro - 2018

Há séculos, o ser humano vive em um sistema de consumo onde compra mais do que realmente precisa. A sociedade apresenta uma infinidade de opções, influencia o consumidor a comprar e possuir bens materiais, além de trabalhar com a conhecida obsolescência programada, onde tudo se torna descartável rapidamente.

 

O consumo excessivo é prejudicial ainda ao meio ambiente, uma vez que eleva os índices de poluição e, segundo o Ministério do Meio Ambiente do Brasil, “a humanidade já consome 30% mais recursos naturais do que a capacidade de renovação da Terra”.  Assim, na contramão do consumismo, a sociedade começa a se transformar, e vemos que a população passa a refletir cada vez mais sobre o desperdício.

 

Surge, principalmente a partir de grupos jovens, o apoio ao consumo de produto locais e artesanais. O “locavorismo” é uma das práticas que vêm ganhando espaço no mundo todo. O conceito sugere que você consuma apenas alimentos produzidos em locais próximos à sua moradia. Desta forma, a atitude dá preferência aos pequenos produtores, além de ser benéfica à saúde, diminuindo o consumo de alimentos industrializados ou com agrotóxicos.

 

Além do consumo de alimentos das proximidades, outra tendência que segue crescendo é a compra de produtos handmade, desenvolvidos por artesãos e pessoas da comunidade. São roupas, acessórios, sapatos, objetos de decoração e iluminação, entre outros, que podem ser adquiridos de pessoas próximas, substituindo as grandes corporações.

 

A produção artesanal traz diversos benefícios, priorizando o produtor. Desta forma, o consumidor tem a possibilidade de saber de onde vêm as suas coisas, quem produz, como é o processo de fabricação e até descarte. O meio de produção evita ainda problemas sociais gravíssimos, como o trabalho escravo e infantil.  

 

Entretanto, mais do que comprar de produtores locais, é preciso repensar as formas de consumo como um todo. Refletir sobre a necessidade da compra, a possibilidade de reutilizar materiais e comprar peças de segunda mão é essencial. Cabe a cada de um de nós colaborarmos para um futuro sustentável. Leia também nossas matérias sobre upcycling, disponíveis no blog e na revista Moving.

PERSOL CAXIAS

54 3028-2661
Rua Henrique Cantergiani, 101
Bairro Cinquentenário
Caxias do Sul - RS
CEP 95013-260

PERSOL PORTO ALEGRE

51 3222-0670
Rua Voluntários da Pátria, 2576
Bairro São Geraldo
Porto Alegre - RS
CEP 90230-010

PERSOL SC

48 3259-7472
Rua Gerônimo Medeiros, 218
Bairro Flor de Nápoles
São José - SC
CEP 88106-010

PERSOL JUNDIAÍ

11 4537-1111
Av José Benassi, 2696 Lote 04 QD AO
Bairro Parque Residencial Jundiaí (FAZGRAN)
Jundiaí - SP
CEP 13213-085

PERSOL BA

71 3379-5249
Rua Everaldina Bonfim da Paz, 504
Bairro Itinga- lot. Pérola Negra
Lauro de Freitas - BA
CEP 42.700-000